Sindiemg
Telefone
(37) 3281-2327
Fax
(37) 3281-5888
Central de Negócios
(37) 3281-1404
Redes Sociais

Acessar área restrita:

Mod Anuncios Rotativos - Topo

 
 

Fundação

Por volta de 1859, os irmãos Joaquim Antônio da Silva e Luiz Mezêncio da Silva (Luiz Macota) já fabricavam rojões e magníficos castelos. Luiz Mezêncio da Silva foi apelidado “Macota” por ter “macotado” = ganhado muito dinheiro com foguetes. Hábil e inteligente, dedicou toda a sua vida à arte pirotécnica. De forma artesanal, produzia fogos e pólvora dentro de sua casa, mantendo admirável segurança, não registrando nenhum acidente. Vendia os produtos, transportando-os em carro-de-boi ou carroça. Seu filho, Ricarte Normandia aprendeu todos os segredos da pirotecnia e deu continuidade ao pioneirismo do pai, aperfeiçoando a técnica e ensinando à muita gente, dentre eles o próprio filho, Ricarte Normamdia Filho mais conhecido por Tático. Este a exemplo do avô e do pai, manipulava habilmente os materiais e contribuiu muito para o progresso de nossas industrias de fogos como empregado, técnico e empresário.

João Tomaz da Silva, outro neto de Macota também se tornou fogueteiro.

Outro grande fabricante de foguete foi Conrado Nascimento que aprendeu o ofício com o pai e morava em Pedra do Indaiá, onde produzia fogos de artifício. Em 1928, mudou-se para Santo Antônio do Monte trazendo enorme bagagem de conhecimentos. Conrado Nascimento foi uma verdadeira escola, sabia fazer incríveis combinações, produzindo efeitos maravilhosos de sons e cores. No período de 1931 até 1940, a família Normandia organizou sociedades, fazendo tentativas de industrialização com Fogos Dois Irmãos, Fogos Primor, Fogos Radiante e Fogos Estrela, apesar de bem organizadas as firmas não tinham registro em cartório.

Geraldo Rodrigues da Costa, juntamente com Artur Trindade criou, em 1945, a primeira indústria legalmente organizada com a denominação de Fogos Record. Assim surgiu a industrialização propriamente dita, gerando empregos e alicerçando um futuro grandioso. Dotado de espírito dinâmico e alta liderança, Geraldo Rodrigues da Costa impulsionou o comércio, colocando viajantes para a venda dos produtos em grande escala por todo o Brasil.

A grande era dos fogos em nosso município aconteceu a partir de 1963. naquela época o industrial paulista Biagino, interessou-se pela expansão de nossas fábricas, trazendo modernas tecnologias. Com ele, veio Manfredo Giudice que influenciou a melhoria das técnicas. Portanto na década de 60, pode-se dizer que aconteceu a “explosão” industrial e no começo de 1970, tínhamos cerca de 30 empresas. 

Em 1972, surgiu a Inbrasfogos S/A, resultante da fusão de vinte empresas e empregava aproximadamente 370 funcionários.

Nas últimas décadas, foram criadas dezenas de firmas ligadas ao setor pirotécnico.

Em 1991 foi fundado o Sindiemg – Sindicato das Indústrias de Explosivos no Estado de Minas Gerais com o objetivo de promover ações visando o desenvolvimento e fortalecimento da categoria e econômica, instituindo serviços e assistência e outros de interesse dos associados, bem como manter negociações trabalhistas, defender os interesses gerais das indústrias que congrega e representá-los perante os poderes Públicos Federais, Estaduais e Municipais. Tão logo depois de sua criação, o SINDIEMG filiou-se a FIEMG (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais).

Ao longo dos anos o setor se expandiu por várias cidades, sendo criado por Projeto de Lei nº 14201/2002 da Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais o Pólo Industrial de Pirotecnia, tendo sua abrangência territorial nas seguintes cidades: Santo Antônio do Monte, Lagoa da Prata, Pedra do Indaiá, Japaraíba, Itapecerica, Arcos, Araújos, Moema e Luz.

Atualmente o Setor de Fogos de Artifício conta com aproximadamente 76 (setenta e seis) empresas espalhadas pelas cidades acima citadas, fabricando desde fogos de tiros e cores, estalos de salão, traques, bombinhas de riscar entre outros. No seu quadro de empresas sindicalizadas o SINDIEMG conta 53 (Cinquenta e Três) filiadas, 

Av. Francisco Teotônio de Castro, 229. Bairro São Lucas. Santo Antônio do Monte/MG. CEP: 35.560-000

Telefone: (37) 3281-2327 - FAX: (37) 3281-5888 - sindiemg@isimples.com.br