Sindiemg
Telefone
(37) 3281-2327
Fax
(37) 3281-5888
Central de Negócios
(37) 3281-1404
Redes Sociais

Acessar área restrita:

Mod Anuncios Rotativos - Topo

 
 

 Usando como cenário um evento com fogos de artifício.

O fotógrafo norte-americano Alan Sailer fez um ensaio super diferente. Usando como cenário um evento com fogos de artifício, o profissional conseguiu registrar belíssimas imagens das coloridas explosões, criando imagens bem diferentes das que costumamos ver. Algumas, até, se parecem com aglomerações de balões e o desabrochar de gigantescas flores. Veja:

Famoso por tirar fotos de explosões ultrassônicas, Alan surpreendeu utilizando técnicas de longa exposição (Foto: Divulgação/ Alan Sailer )
Famoso por tirar fotos de explosões ultrassônicas, Alan surpreendeu utilizando técnicas de longa exposição (Foto: Divulgação/ Alan Sailer )

Alan é famoso por publicar fotos em sua página do Flickr com os mais variados objetos explodindo. Utilizando uma Nikon D90 e diversas técnicas de fotografia em alta velocidade, o fotógrafo, desta vez, resolver inovar nestes novos trabalhos, registrando imagens de fogos de artifício com longa exposição.

Algumas imagens formadas lembram flores desabrochando ou um grupo de balões no céu (Foto: Divulgação/ Alan Sailer) (Foto: Algumas imagens formadas lembram flores desabrochando ou um grupo de balões no céu (Foto: Divulgação/ Alan Sailer))
Algumas imagens formadas lembram flores desabrochando ou um grupo de balões no céu (Foto: Divulgação/ Alan Sailer)

 

O fotógrafo revelou ao site “My Modern Metropolis” que teve a ideia de tirar estas fotos após ler na internet um tutorial ensinado todo o passo-a-passo para tirar fotos de fogos de artifício utilizando técnicas de longa exposição.
 

O fotógrafo teve a ideia de tirar essas fotos após ler um tutorial na internet, e revelou: "foi mais difícil que esperava" (Foto: Divulgação/ Alan Sailer)
O fotógrafo teve a ideia de tirar essas fotos após ler um tutorial na internet, e revelou: "foi mais difícil que esperava" (Foto: Divulgação/ Alan Sailer)
 

“Foi mais difícil do que eu esperava, mas com a prática, comecei a entender”, explicou Alan. “Basicamente você projeta o foco enquanto as explosões começarem. Acho que seria mais fácil se eu usasse uma lente que não tivesse um foco ultrassônico”.

Via My Modern Metropolis.
 

Apesar de ter utilizado lentes ultrassônicas, Alan conseguir registrar belas imagens (Foto: Divulgação/ Alan Sailer)
Apesar de ter utilizado lentes ultrassônicas, Alan conseguir registrar belas imagens (Foto: Divulgação/ Alan Sailer)
 

Av. Francisco Teotônio de Castro, 229. Bairro São Lucas. Santo Antônio do Monte/MG. CEP: 35.560-000

Telefone: (37) 3281-2327 - FAX: (37) 3281-5888 - sindiemg@isimples.com.br